Um proeminente cientista dos EUA afirmou que um híbrido humano-chimpanzé foi criado em um laboratório na década de 1920.
O psicólogo evolucionista Gordon G. Gallup, Jr., que ganhou reconhecimento mundial por suas experiências pioneiras de auto-reconhecimento no espelho com animais na década de 1970, foi informado sobre o experimento híbrido humano-chimpanzé por um ex-professor universitário que afirmou ter trabalhado uma vez nas mesmas instalações.
Gallup disse:
Um dos casos mais interessantes envolveu uma tentativa que foi feita na década de 1920, no que foi o primeiro centro de pesquisa de primatas estabelecido nos EUA em Orange Park, Flórida.
Eles inseminaram uma fêmea chimpanzé com sêmen humano de um doador não revelado e alegaram que não só a gravidez ocorreu, mas que também completou e resultou em um nascimento vivo.
De acordo com Gallup no entanto, os cientistas logo mudaram de ideia sobre o que eles estavam fazendo.
Ele disse:
Em questão de dias, ou algumas semanas, começaram a avaliar as considerações morais e éticas e a criança foi submetida à eutanásia.
A bióloga russa Ilya Ivanovich Ivanov também realizou um experimento na década de 1920 em um esforço para criar um híbrido humano-chimpanzé, mas finalmente não alcançou uma gravidez bem-sucedida.
Uma experiência similarmente mal sucedida também foi realizada na China na década de 1960.
Poderiam os cientistas dos EUA ter conseguido onde todos os outros haviam falhado e, em caso afirmativo, exatamente o que eles conseguiram criar e o que fez com que ele terminassem suas pesquisas tão cedo?
Até agora, nenhuma evidência conclusiva do experimento ‘humanzé‘ dos EUA já foi encontrada.



Com a Informação Ovni Hoje.

0 Comentários :

Postar um comentário