20:09:00
0

Uma megaigreja da Califórnia está sendo denunciada por estar promovendo uma forma de ‘ocultismo gospel’. Com o lançamento de suas “Cartas do Destino”, muitos cristãos reclamam que são apenas cartas de tarô com outro nome. O assunto foi bastante debatido por sites evangélicos nas últimas semanas.
A Igreja Bathel, localizada na cidade de Redding tem 9.000 membros. Ela é liderada pelo pastor Bill Johnson, que afirma ter um forte ministério profético, mas que acumula polêmicas por conta de seus ensinos. A controvérsia da vez é sua associação com um ministério da Austrália chamado Christ Alignment [Alinhamento de Cristo]. Eles afirmam ter abençoado muitas igrejas oferecendo leituras de um baralho ‘especial’.

Uma megaigreja da Califórnia está sendo denunciada por estar promovendo uma forma de ‘ocultismo gospel’. Com o lançamento de suas “Cartas do Destino”, muitos cristãos reclamam que são apenas cartas de tarô com outro nome. O assunto foi bastante debatido por sites evangélicos nas últimas semanas.
A Igreja Bathel, localizada na cidade de Redding tem 9.000 membros. Ela é liderada pelo pastor Bill Johnson, que afirma ter um forte ministério profético, mas que acumula polêmicas por conta de seus ensinos. A controvérsia da vez é sua associação com um ministério da Austrália chamado Christ Alignment [Alinhamento de Cristo]. Eles afirmam ter abençoado muitas igrejas oferecendo leituras de um baralho ‘especial’.
A apologeta Marsha West, do ministério Rede Cristã de Pesquisas, argumenta que essas Cartas do Destino são apenas um outro nome para cartas de tarô. “Elas são usadas para supostamente revelar o futuro de alguém. A adivinhação é uma prática do ocultismo. Todo os ocultistas acreditam que são dotados de poderes mágicos ou sobrenaturais… Portanto, fica claro que o Christ Alignment fala sobre o Cristo místico da Nova Era, não o Cristo das Sagradas Escrituras, já que o povo de Deus não deve participar de práticas ocultistas. (cf. Deuteronômio 18:10)”.

A equipe da Bethel inicialmente negou qualquer associação com a Christ Alignment e as cartas. Kris Vollotton, co-fundadora da Escola Bethel de Ministério Sobrenatural, escreveu um desmentido no Facebook, mas depois apagou.
Segundo o site Christian Times, a confusão aumentou depois que Ken e Jenny Hodge, da Christ Alignment, revelaram publicamente o trabalho deles junto à megaigreja e sua escola, ao mesmo tempo em que negaram as acusações de que são uma seita.
“Nós não somos uma seita, odiamos o tarô, não nos juntamos ao mundo. Apoiamos totalmente o que a Bethel acredita. Nosso ministério não tem nada para se arrepender… É ridículo que os cristãos nos julguem com base nas fotos de nossas cartas, mas ninguém perguntou o que elas realmente são”, escreveram os representante do Christ Alignment.
Também explicaram ter desenvolvido um método para alcançar seguidoras da Nova Era e praticantes do esoterismo, tendo ensinado isso em muitas igrejas na Austrália. Parte de sua estratégia é participar de feiras esotéricas, onde usam a leitura de cartas para compartilhar o evangelho.
Em seu site pessoal, Theresa Dedmon, uma das pastoras da igreja Betel e diretora da Escola de Ministério Sobrenatural, tentou pôr fim à polêmica, defendendo o uso das Cartas do Destino como uma forma de “evangelismo criativo”.
Embora admita que elas se parecem com cartas de tarô, insiste que a equipe de Christ Alignment são capacitados para “dar uma palavra profética sobre seu destino, que é ter um relacionamento pessoal com Deus Pai, através de Jesus Cristo e conhecer o Espírito Santo”, disse ela. “Elas são simplesmente imagens que ajudam a comunicar a mensagem das Boas Novas para aqueles que buscam esperança e futuro”.


Com a Informação Gospel Prime.

0 Comentários :

Postar um comentário