Atualmente é possível se aproximar da Pata de Elefante por no máximo alguns minutos, porém demorará muito tempo ainda para que um dia Chernobyl volte a ser o que era.

Durante o acidente (1986) radioativo da Usina Nuclear de Chernobyl situada na Ucrânia aconteceu algo terrível além das mortes e contaminação local …
O maior desastre da história envolvendo radioatividade deixou “para trás” um agente contaminador (vamos chamá-lo assim) como consequência de um super aquecimento no Reator 4. Tudo aconteceu devido helicópteros jogarem areia, argila e após chumbo para conter o aquecimento da vazão radioativa de Chernobyl, no entanto, o calor contido gerou uma imensa lava de alto poder de contaminação, capaz de matar tudo o que se aproximar dela.

Conhecida como Corium, nome em inglês, a mesma “larva” é chamada comumente de Medusa Nuclear ou Pata de Elefante (termo usado devido a semelhança com uma pata de elefante).

As dimensões da larva estão entre 2,0 m de comprimento e 1,0 m de altura. O peso é cerca de 1200 quilogramas e a radiação emitida por ela é de 10000 R ( dez mil Roentgens), daí a explicação para tamanho perigo, pois cerca de apenas 1000 R em alguns minutos provoca hemorragia interna dos orgãos nos seres humanos, nosso cérebro é bastante afetado, em dois dias no máximo perecemos … imagine 10000 R.







Com a Informação Universo Cético.

0 Comentários :

Postar um comentário