O dia 31 de Janeiro trará aos nossos céus um fenômeno raro, a chamada"superlua vermelha (de sangue) e azul", exatamente no dia 15 do mês bíblico de Shevat em que se comemora o novo ano das árvores. 
 
Este fenômeno não era visto há precisamente 150 anos, uma vez que conjuga a superlua, que aparentará um tamanho 14 por cento maior e 30 por cento mais brilhante que o habitual por estar no seu"perigeu", o ponto em que a lua se encontra mais perto da terra, a lua de sangue, cuja cor avermelhada devido às condições atmosféricas e lua azul, que é quando duas luas cheias ocorrem durante o mesmo mês do calendário gregoriano. Lembro que a última lua cheia ocorreu precisamente no primeiro dia de 2018.
 
ECLIPSE TOTAL
Em algumas partes da terra ocorrerá também um eclipse total da lua, visível especialmente na parte ocidental dos EUA e Canadá, no Oceano Pacífico e em muitos países da Ásia.
 
A próxima lua vermelha ocorrerá no próximo dia 27 de Julho, precisamente no dia da festa judaica do "amor" - o dia "Tu B'Av" - que era quando se iniciavam as vindimas nos tempos bíblicos.

UM MAU PRESSÁGIO?

Segundo o Talmude, um eclipse lunar é um mau presságio (omen) para os que odeiam Israel. 

É interessante que o eclipse passará escassos minutos ao lado de Israel, mas cobrirá uma grande parte das nações islâmicas...
 
CUMPRIMENTO PROFÉTICO?
 
A lua vermelha está referenciada nas profecias de Joel como um sinal anunciador do Dia do Senhor: "Diante d'Ele tremerá a terra, abalar-se-ão os céus; o sol e a lua se enegrecerão, e as estrelas retirarão o seu esplendor." (2:10).
 
"Mostrarei prodígios no céu, e na terra, sangue e fogo, e colunas de fumaça. O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes que venha o grande e terrível Dia do Senhor" (2:30, 31).
 
Não quero especular sobre aquilo que não sei. Uma coisa no entanto posso assegurar: todos estes sinais são organizados pelo Senhor Deus (Gênesis 1:14) como avisos daquilo que este mundo pode esperar, e, dando crédito aos profetas bíblicos, serão sinais da proximidade do Juízo divino.
 
Quando? Não sei. Mas creio que estamos próximos desse tempo...
 






Com a Informação Shalom, Israel!

0 Comentários :

Postar um comentário