Uma cepa gripe aviária foi recentemente detectada em fazendas próximas de Seul, a apenas algumas semanas antes das Olimpíadas de Inverno de 2018 que serão sediadas pela Coreia do Sul.
O Ministério da Agricultura, Alimentação e Assuntos Rurais da Coreia do Sul anunciou que descobriu uma cepa altamente patogênica da gripe aviária H5N6 próximo a uma fazenda de aves em Hwaseong, Gyeonggi, 40 quilômetros ao sul de Seul. Outra cepa patogênica do mesmo vírus também foi recentemente detectada em outra fazenda em Pyeongtaek.
Para conter o surto, o governo retirou cerca de 190 mil frangos em Hwaseong e cerca de 144 mil frangos em Pyeongtaek. Em um comunicado à imprensa, o governo de Gyeonggi anunciou o abate de cerca de 430 mil frangos em fazendas em um raio de 500 metros da fazenda de Pyeongtaek como precaução. O governo também destruiu 467 mil ovos e está planejando erradicar cerca de 500 mil ovos na fazenda Hwaseong.
Além disso, as autoridades declararam que as fazendas em Gyeonggi serão colocadas sob controle especial a partir deste fim de semana. Postos de guarda foram estabelecidos nas entradas de qualquer fazenda com mais de 50 mil aves. Essas aves serão submetidas a inspeção e desinfecção aprimoradas. As criações em áreas vizinhas também estarão sob vigilância especial, informou o portal Korea JoongAng Daily.
Todas as pessoas que trabalharam em fazendas de aves em Hwaseong e Pyeongtaek ficarão em quarentena por uma semana. Também foi imposta uma proibição na distribuição de aves nas cidades.
"O vírus da gripe aviária que descobrimos na Hwaseong é altamente patogênico e se espalha muito rápido", disse um porta-voz do Ministério da Agricultura. "Reproduz-se continuamente antes que os sintomas apareçam nos hospedeiros ou antes que eles morram".
Desde novembro de 2017, 15 surtos de gripe aviária altamente patogênicos acometeram a Coreia do Sul, resultando no abate de quase dois milhões de aves.



Com a Informação Sputnik.

0 Comentários :

Postar um comentário