16:57:00
0
A impressão de um artista de uma enorme rocha espacial que se aproxima da Terra (Imagem: Science Photo Library / Getty)
Um enorme asteroide está avançando em direção ao nosso planeta a uma velocidade de 107.826 km por hora.
O Asteroide AJ129 2002, que passará perto de nosso planeta em 4 de fevereiro, a uma velocidade de 107.826 km por hora, foi classificado pela União Internacional Astronômica como ‘potencialmente perigoso’ para a Terra.
Os objetos potencialmente perigosos são asteroides ou cometas com uma órbita com o potencial para chegarem próximos à Terra e de tamanho grande o suficiente para causar danos regionais significativos em caso de impacto.
O asteroide em questão mede aproximadamente 1,1 km de diâmetro.
Os astrônomos colocam asteroides potencialmente perigosos com ameaça de impactar nosso planeta nos próximos 100 anos numa relação que chamam de Sentry Risk Table.
Os relatórios indicam que, a partir de março de 2017, há 1.786 asteróides potencialmente perigosos conhecidos (sigla PHA, em inglês) e apenas 205 têm um arco de observação menor que 30 dias. Dos PHA conhecidos, acredita-se que 157 sejam maiores do que um quilômetro de diâmetro.
A velocidade na qual este asteroide está viajando é quase 15 vezes mais rápida do que a aeronave tripulada mais rápida do mundo – o hipersônico norte-americano X-15, que viajou a 7.300 km/h.
O asteroide mede aproximadamente 1,1 quilômetros, o que o torna maior do que o edifício mais alto do mundo, o Burj Khalifa de Dubai, que tem 800 metros de altura. De acordo com os cálculos da NASA, o asteroide deve passar a uma distância de 4,2 milhões de quilômetros da Terra, o que é compreendido como uma distância bastante próxima na escala cósmica.
Levando isso em consideração, os astrônomos observam como os asteroides em um raio de menos de 7,4 milhões de quilômetros do nosso planeta são definidos como ‘perigosos’.
Cientistas do Centro Nacional de Pesquisa Atmosférica (EUA) advertem que, se o asteroide atingir a Terra, isto teria uma ‘consequência global muito grave’ e duraria vários anos.
Em caso de impacto, a Terra provavelmente se tornaria um lugar muito mais escuro, mais frio e seco.
No ‘pior caso’, o fulgor permaneceria na atmosfera por cerca de 10 anos, enquanto a poeira levaria seis anos para se acomodar. As temperaturas médias em todo o mundo caíram para 8° C.
No entanto, apesar do fato do AJ129 2002 ter sido considerado um asteroide potencialmente perigoso, a NASA não estima que ele impactará nosso planeta agora.



Com a Informação Ovni Hoje.

0 Comentários :

Postar um comentário