14:45:00
0
Eles perseguem suas vítimas como caçadores, cobiçando sangue e gritos de dor. Não importa quantas vidas eles tirem, nada os vai satisfazer. São os assassinos em série, e alguns deles ainda estão por aí, sem nunca ter respondido por seus crimes e esperando a próxima oportunidade para matar. 
Além do mais famoso serial killer de todos os tempos — Jack, o Estripador —, pouco se sabe sobre a identidade de outros assassinos que aterrorizaram cidades inteiras e nunca foram pegos pela polícia. Confira 8 casos:
1. Charlie Chop-Off
Responsável por uma série de assassinatos de garotos jovens, durante os anos de 1972 e 1973, Charlie Chop-Off ganhou seu apelido pelo método cruel que utilizava para matar: após esfaquear seguidamente suas vítimas, ele mutilava seus órgãos genitais. 
Um homem chamado Erno Soto chegou a ser preso pela polícia e confessou ser o serial killer procurado, porém a polícia percebeu que era uma confissão falsa e o soltou. O verdadeiro culpado pelos crimes nunca foi encontrado.

2. Homem de Pedra


Apesar de ser desconhecido por aqui, “Stoneman” é uma personalidade famosa na Índia, sendo considerado o assassino mais infame do país. Ele é o suspeito pela morte de 13 pessoas em Calcutá e outras 12 em Bombaim. A primeira vítima foi encontrada em 1989: um morador de rua que havia sido espancado até o fim com uma rocha. Em apenas seis meses, mais 12 moradores de rua foram mortos da mesma forma. 
As autoridades chegaram a interrogar várias pessoas, até que os assassinatos pararam e, com eles, as investigações.

3. A Babá Assassina

Apelidado de “Babysitter Killer”, um serial killer causou pânico no sudeste de Michigan, no final da década de 1970. Este assassino matou pelo menos quatro crianças com pouco mais de 1 ano. O caso teria sido reaberto em 2012, mas até hoje ninguém foi incriminado.

4. O Estripador de Atlanta

Belle Walker estava a apenas 15 quilômetros de sua casa quando foi encontrada morta, com a garganta cortada. Ela teria sido a primeira vítima do Estripador de Atlanta, que, segundo as investigações, matou de 15 a 21 mulheres.

5. O Assassino do Zodíaco

Mesmo sendo um dos assassinos em série mais famosos de todos os tempos, o Zodíaco nunca foi preso. Apesar de a polícia ter indicado que ele matou cinco pessoas, o assassino alega que cometeu 37 homicídios entre as décadas de 1960 e 1970. Suas primeiras vítimas conhecidas foram Betty Lou Jensen e David Faraday, dois estudantes do ensino médio. Eles estavam a caminho de um concerto de Natal, quando o Zodíaco atirou nos dois. 
O mais interessante é que este assassino gostava de holofotes e da atenção da imprensa e, por isso, mandou diversas cartas para a polícia e os jornais.

6. O Homem do Machado de Nova Orleans

O “Axeman” aterrorizou Nova Orleans durante 1918 e 1919. Seu apelido surgiu da sua escolha por uma arma na hora de matar: um machado. Ele costumava bater em casas e atacar quem estivesse por lá. Surpreendentemente, o assassino enviou uma carta para a imprensa afirmando que iria matar novamente em 19 de março. No entanto, ele garantiu que não mataria quem estivesse ouvindo jazz. Assim, naquela noite, os salões de dança de Nova Orleans estavam transbordando, bandas tocando em festas por toda a cidade. Ninguém foi naquele dia, porém o serial killer fez pelo menos 12 vítimas. 
O assassino foi retratado na série “American Horror Story”, durante a terceira temporada.

7. O Colecionador de Ossos

O assassino mais recente nesta lista é o “Colecionador de Ossos”, responsável pela morte de pelo menos 11 mulheres, entre 2003 e 2005. Todos os restos mortais foram encontrados enterrados no deserto próximo a Albuquerque, em 2009.

8. O Assassino do Tronco

O Assassino do Tronco, de Cleveland, agiu durante a década de 1930 e matou pelo menos 12 pessoas. Suspeita-se que ele tenha envolvimento com o famoso caso da Dália Negra! Também apelidado de “Açougueiro Louco”, ele foi perseguido por um dos mais famosos homens da lei de todos os tempos: Eliot Ness. 




Com a Informação Mega Curioso.

0 Comentários :

Postar um comentário