04:24:00
0
O submarino está a cerca de 30 metros de profundidade ao largo da costa da cidade de Ostende (leste), na província de Flandres Ocidental, indicou o arqueólogo de profissão
A descoberta em ótimo estado de conservação de um submarino alemão da Primeira Guerra Mundial na costa belga levou as autoridades a indicar a possível presença de sua tripulação.
"Acreditávamos que já tínhamos descoberto todos os submarinos afundados na região. Foi uma surpresa total", declarou à AFP Tomas Termote, especialista belga responsável por esse achado inédito.
As águas do Mar do Norte entre as costas da Bélgica e do Reino Unido foram uma área de intensos combates durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918).
Até à data, dez submarinos haviam sido encontrados em águas belgas, mas nenhum desse tamanho - 27 metros de comprimento, com uma pequena parte amputada na frente - nem nesse estado de conservação, com todas as escotilhas fechadas, segundo Termote.
O submarino está a cerca de 30 metros de profundidade ao largo da costa da cidade de Ostende (leste), na província de Flandres Ocidental, indicou o arqueólogo de profissão, que não revelou o local exato para impedir a chegada de curiosos.
O submarino, um lança-torpedos "UB-II", de acordo com Termote, deveria ter 23 homens a bordo, que ficaram presos em seu interior quando provavelmente colidiu com uma mina.
"Todos os UB-II tinham 23 homens a bordo", um comandante e 22 marinheiros, afirma Jean Mees, diretor do Instituto Flamengo do Mar (VLIZ, Vlaams Instituut voor de Zee).
O submarino encontrado durante um mergulho de Termonte "está praticamente intacto, tudo ainda está fechado", de acordo com o diretor do VLIZ.
"Se os alemães quiserem recuperar os corpos, é possível, mas improvável", estimou Mees.
A Alemanha perdeu 1.200 soldados em seus 70 submarinos afundados na costa belga durante os quatro anos de conflito, segundo o arqueólogo.



Com a Informação AFP.

0 Comentários :

Postar um comentário