08:18:00
0

Durante uma restauração de rotina de uma igreja de quase 1000 anos de idade, foram descobertos fragmentos de osso em vasos de barro. Acredita-se que possam pertencer a São Pedro e os quatro primeiros mártires da Igreja.
“Havia dois potes de barro onde estavam inscritos com os nomes dos primeiros papas – Pedro, Félix, Calixto e Cornélio”, disse o funcionário que fez a descoberta ao canal de televisão italiano RAI Uno.
“Eu não sou arqueólogo, mas entendi imediatamente que eram muito velhos. Olhando para eles, fiquei muito emocionado”, afirmou.
A existência desses fragmentos ósseos era conhecida há séculos, mas nunca tinham sido encontrados. Dentro da igreja de Santa Maria em Cappella, uma inscrição de pedra registra a existência das relíquias. Devido a problemas estruturais, o local ficou fechado por 35 anos. Como parte da manutenção de rotina, um trabalhador descobriu os ossos sob uma pedra de mármore atrás do altar.
Chamaram então o diácono Massimiliano Floridi, que entregou tudo ao Vaticano. Funcionários da Igreja não comentam sobre a autenticidade dos ossos. “Estamos à espera de um estudo detalhado, que ainda será realizado. Uma comparação de DNA entre esses ossos e outros que são mantidos pelo Vaticano esclareceria o assunto”, disse o diácono.
A Igreja de Santa Maria em Cappella fica no distrito de Trastevere, em Roma, perto do rio Tibre. Consagrada em 1090 pelo Papa Urbano II, a igreja abriga muitos outros tesouros históricos e artísticos, incluindo cerâmicas e murais do século IV.
A igreja também inclui o fragmento da cadeira episcopal, pois no passado foi a sede temporária do Consistório Pontifício – uma reunião formal do Colégio dos Cardeais.
Alguns estudiosos acreditam que as relíquias foram transferidas para a igreja para serem protegidas, durante o governo do Papa Urbano II. Durante uma cisma, a legitimidade do Papa Urbano II foi desafiada por Clemente III, que era um antipapa apoiado pelo imperador Henrique IV.

Com informações de Catholic News Agency/Gospel Prime.

0 Comentários :

Postar um comentário