08:17:00
0

O eclipse solar que acontecerá na próxima segunda-feira vai oferecer para muita gente uma belíssima vista. Quando a Lua bloquear completamente a visão do Sol, o fenômeno será visível por até 160 segundos de qualquer localidade na América do Norte (o eclipse parcial poderá ser visto em locais da África, Europa e ao norte da América do Sul, incluindo trechos do Brasil, segundo a BBC). E para tornar as coisas ainda mais legais, a NASA – em colaboração com pesquisadores da Universidade Estadual de Montana – vai aproveitar a oportunidade para lançar alguns balões gigantes durante o evento.

O eclipse solar que acontecerá na próxima segunda-feira vai oferecer para muita gente uma belíssima vista. Quando a Lua bloquear completamente a visão do Sol, o fenômeno será visível por até 160 segundos de qualquer localidade na América do Norte (o eclipse parcial poderá ser visto em locais da África, Europa e ao norte da América do Sul, incluindo trechos do Brasil, segundo a BBC). E para tornar as coisas ainda mais legais, a NASA – em colaboração com pesquisadores da Universidade Estadual de Montana – vai aproveitar a oportunidade para lançar alguns balões gigantes durante o evento.



“Temos que ser extremamente cuidadosos para não levarmos bactérias ou outros pequenos organismos da Terra para outros planetas”, disse ao Gizmodo a líder do projeto, Angela Des Jardins, diretora do Montana Space Grant Consortium (MSGC). “Enquanto a maioria dessas pequenas formas de vida que existem em abundância ao redor de nós não sobreviveria em uma viagem através do espaço, é sabido que alguns tipos resistentes podem ‘ficar dormentes’ durante a viagem e entrar sobreviver na superfície de outro planeta. Além disso, para estar preparado para manter os planetas que visitarmos intactos, é importante entender como uma bactéria se comportaria lá”.

Além de estudar algumas bactérias, os balões terão câmeras para capturar vídeos. A equipe espera que o material seja útil para cientistas que procuram entender a formação de nuvens durante o eclipse solar. Alguns balões também irão carregar pequenas estações de meteorologia, chamados rádiosondas, com os quais os pesquisadores poderão utilizar depois para estudar como a atmosfera da Terra responde a um eclipse.

“Antecipamos ter vídeo de alta qualidade e imagens dentro de um ou dois dias depois do voo dos balões”, disse Jardins. “Análises do experimento da bactéria serão realizados por cientistas da Cornell e provavelmente levarão um ou dois meses para os resultados ficarem prontos. Análises sobre a resposta atmosférica ao eclipse (a partir da série de balões meteorológicos especiais) também levarão um ou dois meses”.


0 Comentários :

Postar um comentário