08:45:00
0

Por um longo período a Rússia esteve sob a tutela de governos comunistas na época em que o país, e muitos outros países da região, formava/integrava a União Soviética, e rivalizava com os EUA pelo posto de superpotência suprema. Esse fato acabou "isolando" o gigante do ocidente, e muitas curiosidades relacionadas ao país acabaram passando desapercebidos, ou demorando para serem conhecidos pelo resto do mundo. Um desses curiosos dos assuntos que surgem agora estão relacionados aos estranhos megálitos encontrados na Rússia.

A exemplo do que acontece em muitos países ao redor do mundo, inclusive o Brasil (clique AQUI para conhecer os estranhos megálitos brasileiros), há muitos megálitos misteriosos espalhados por toda a Rússia. Alguns desses blocos de pedra maciça podem ser formações naturais, mas também existem outras estruturas enormes que parecem artificiais demais para serem consideradas uma obra da Natureza.

Esses megálitos enigmáticos oferecem evidências de uma civilização antiga e perdida que viveu um dia na região hoje chamada Rússia?

Tendemos a subestimar culturas antigas e suas conquistas. Existem inúmeros exemplos que oferecem prova de que nossos antepassados ​​foram muito mais avançados do que se pensa. No entanto, se algumas dessas grandes estruturas antigas foram realmente construídas por uma civilização antiga, isso significaria que essas pessoas tinham acesso à uma tecnologia altamente sofisticada, completamente desconhecida a nós.

A misteriosa Montanha de Vottovaara

Muitas civilizações antigas acreditavam que os espíritos viviam em lugares sagrados, como árvores, montanhas e pedras.

Um desses lugares é a misteriosa Montanha Vottovaara na Carélia, que para o povo sami era sagrada. Este lugar enigmático também era um antigo sítio pagão e ainda é visitado por neo-pagãos que o consideram de especial importância.

A Carélia sempre foi uma área de significado histórico no norte da Europa para a Finlândia, Rússia e Suécia.

Existem muitas pedras enormes ao redor da Montanha Vottovaara e algumas delas são, sem dúvida, de origem natural. Elas podem, por exemplo, terem sido formadas como resultado de um terremoto muito forte, mas algumas pedras são perfeitas demais.

Estas pedras parecem ter sido cortadas com uma ferramenta muito avançada
Um par de pedras gigantes formam um ângulo de 90 graus e algumas parecem ter sido cortadas. Os blocos de pedras estão bem ajustados um ao outro. Parece que alguém estava usando um laser para dividir as pedras, mas como é possível isso quando os historiadores dizem que as civilizações antigas não tinham acesso a essa tecnologia avançada? Ou talvez eles tivessem, mas nós simplesmente não sabemos sobre isso?



Uma coisa é certa – as ferramentas de pedra primitivas não foram usadas para moldar essas pedras extraordinárias e enormes.


Megálitos misteriosos na Sibéria

Existem vários super megálitos na Sibéria. Eles foram encontrados e fotografados pela primeira vez em 2014 por Georgy Sidorov, pesquisador e defensor de teorias não convencionais sobre o passado da humanidade, em sua expedição às montanhas da Sibéria.

Não há fotografias anteriores conhecidas dessas rochas megalíticas, localizadas nas proximidades da Montanha Shoria, no sul da Sibéria.

Há apenas especulações a alvenaria ciclópica dessas formações, seus construtores, seus métodos técnicos e o propósito e verdadeiro significado de seu trabalho.


Alguns desses megálitos podiam facilmente pesar 3.000 a 4.000 toneladas, e muitos deles eram cortados “com superfícies planas, cantos agudos e ângulos retos”. Seriam eles um trabalho da Natureza ou construídos por uma civilização antiga e desconhecida?


Megálitos do Monte Pidan

Localizado no distrito de Shkotovsky de Primorsky Krai, na Rússia, Pidan é uma das famosas montanhas do extremo oriente da Rússia.

Há um grande número de megálitos ao redor da montanha, mas eles não foram examinados por especialistas. Assim como a Montanha Vottovarra na Carélia, este local enigmático atrai os neopagãos que consideram a montanha sagrada.

Aqueles que visitaram o local e viram as pedras gigantes dizem que muitos dos blocos parecem construções artificiais. Algumas das pedras parecem ser polidas e existem centenas de placas artificiais que se parecem com cubos, retângulos e quadrados. As pedras também parecem cortadas e têm marcas ímpares.


A maioria das pessoas pensa que estas são formações geológicas naturais, mas alguns pensam que são o trabalho de uma civilização pré-histórica que possui tecnologia surpreendente.

Sem um exame científico adequado, é difícil determinar se esses blocos gigantes já faziam parte de uma construção megalítica ou são simplesmente rochas naturais espalhadas por uma vasta área.


Todos esses megálitos não são tão famosos como Stonehenge no Reino Unido ou Ollantaytambo no Peru, mas isso não os torna menos interessantes. Simplesmente possuímos poucas informações sobre os gigantescos blocos de pedra para determinarmos como, por que e por quem eles foram criados.

Infelizmente, ninguém parece interessado em estudar essas misteriosas estruturas antigas.



OVNIHoje.

0 Comentários :

Postar um comentário