11:05:00
0

Por mais que um ou outro digam que as mudanças climáticas são fábulas, não, elas não são. E estão levando a humanidade em um caminho bem perigosos, com volta difícil e final trágico. Mais um estudo profissional prova essa sequência.
Pesquisadores da Universidade do Havaí, nos EUA, estimam que até o final do século pelo menos 74% da população total da terra será exposta a ondas de calor letais. Isso ocorrerá se as emissões de CO2 continuarem aumentando nas taxas atuais.
Ou seja, nada muito fora da realidade.
Publicado na revista científica Nature, o estudo é bem trágico quanto ao futuro. Alega que, mesmo se as emissões forem reduzidas de forma acintosa, 48% da população será afetada pelas ondas letais até 2100.
E não precisamos ir tão longe para acharmos exemplos do quão letal podem ser essas ondas de calor. Em 2003, na Europa, nada menos do que 70 mil pessoas morreram devido a esse fenômeno. Pouco mais tarde, em 2010, foram 10 mil vítimas fatais apenas na Rússia. Uma situação extremamente perigosa, pois.
“Estamos ficando sem escolhas para o futuro. Ações como a retirada dos Estados Unidos do Acordo de Paris são um passo na direção errada que inevitavelmente demorará a consertar um problema para o qual simplesmente não há tempo a desperdiçar”, afirma Camilo Mora, professor da universidade.


Yahoo.

0 Comentários :

Postar um comentário