12:03:00
0

Um jovem de 20 anos causou pânico no zoológico metropolitano de Santiago, no Chile ao entrar pelado em uma jaula com dois leões. Ele foi identificado como Franco Luis Ferrada Román e ficou ferido gravemente após agarrar os animais. Na roupa que ele tirou antes de entrar no local, foi encontrada uma carta em que ele se intitulava profeta. As informações são da Televisão Nacional (TVN) do Chile. 

Na mensagem, o Franco também dizia que o apocalipse tinha chegado e que Deus ia protegê-lo. À imprensa chilena, testemunhas disseram que ele estava bastante alterado e gritava. Como forma de conter o ataque, equipes de emergência sacrificaram os animais.


Conforme relatou a TVN, a diretora do zoológico, Alejandra Montalva, a medida foi tomada como forma de preservar a vida do homem, uma vez tranquilizantes poderiam demorar até 4 minutos para fazer efeito.


– Tivemos que agir com emergência e pegar as armas com profissionalismo. Lamentavelmente nosso protocolo diz que quando os animais estão com uma pessoa, temos que sacrificá-los. Estamos muito consternados porque os animais do zoológico são parte da nossa família, e esse animais estavam com a gente há 20 anos. Lamentamos muito termos perdido um macho e uma fêmea nessa situação –  disse a diretora.

No entanto, ativistas da ONG Animais Libres não concordam com a atitude tomada pela administração do zoológico de matar os leões. Em repúdio, organizam um abaixo-assinado para que o governo feche o local. 

"Estes acontecimentos terríveis não ocorreriam se centenas de animais não estivesse em cativeiro em zoológicos que existem em todo o mundo. As vidas de outros animais também são importantes e esperamos que tais eventos lamentáveis como este ajudem a aumentar a consciência sobre a situação injusta dos animais presos para o nosso entretenimento, e nos façam refletir sobre os nossos hábitos", disse a ONG em nota. 


No sábado, através de evento organizado pelo Facebook, manifestantes fizeram vigília na porta do zoológico em memória dos animais.

0 comentários :

Postar um comentário