10:13:00
0

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Dois homens foram presos na noite desta sexta-feira (9) sob suspeita de tatuar uma frase no rosto de um adolescente em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. Na testa do garoto de 17 anos foi escrito: "Eu sou ladrão e vacilão".
O tatuador Maycon Wesley Carvalho dos Reis, 27, e seu vizinho, o pedreiro Ronildo Moreira de Araújo, 29, foram presos em flagrante e indiciados por tortura.
Segundo a Secretaria da Segurança Pública, os dois confessaram o crime. A Folha de S.Paulo não conseguiu contato com seus advogados.
De acordo com o Boletim de Ocorrência, os dois homens cometeram o crime depois que o "adolescente tentou roubar uma bicicleta". Essa suposta tentativa de roubo não foi confirmada pela polícia.
A tortura ao adolescente foi gravada com um celular: o vídeo circulou em grupos nas redes sociais.
A família do adolescente acionou a polícia após reconhecê-lo nas imagens. Segundo o relato da família aos policiais, o jovem é usuário de drogas e está desaparecido desde o dia 31 de maio.
Os dois presos afirmaram que, após a tortura, liberaram o garoto com vida.

0 Comentários :

Postar um comentário