11:07:00
0

Nenhum pai ou mãe espera receber uma notícia como essa um dia: a da morte do próprio filho. O americano Frank Kerrigan passou essa experiência terrível, porém com um detalhe inesperado, o “morto” ligou 11 dias após o enterro para dizer que estava vivo.
Tudo começou quando Kerrigan, de 82 anos, recebeu do órgão equivalente ao Instituto Médico Legal, do condado de Orange, na Califórnia, a informação de que seu filho Frank M. Kerrigan, de 57 anos, havia falecido.
Por telefone, o idoso soube que a polícia havia encontrado um corpo e que, após um exame de impressões digitais, tinham comprovado que o corpo era de seu filho. Desolado, ele acreditou.
A família tratou de resolver os detalhes do funeral, com a presença de 50 pessoas. No total, a cerimônia custou US$ 20 mil, algo em torno de R$ 66 mil. Para a surpresa de todos, onze dias depois o “defunto” ligou para dizer que estava vivo.
O senhor Kerrigan contratou um advogado e pretende processar o Estado. Ele já descobriu que o corpo encontrado não foi identificado pelas impressões digitais e sim por uma foto antiga.
A identidade do homem que foi enterrado ainda não foi descoberta.


Yahoo.

0 comentários :

Postar um comentário