08:23:00
0

A sonda Mars Reconnaissance Orbiter – MRO, da NASA, tem estado fazendo uma varredura da superfície de Marte por 11 anos, e poderíamos pensar que ela já viu tudo que havia para ser visto por lá.  Porém, uma foto que foi obtida recentemente no polo sul daquele planeta revelou algo que nem mesmo a NASA pode explicar.

Gigantesca cavidade é encontrada em Marte

Toda a superfície de Marte tem muitas crateras e depressões, mas uma enorme cavidade foi descoberta no terreno que parece um queijo suíço, de dióxido de carbono congelado que está derretendo. A cavidade parece ser mais funda do que a média dos buracos.
Há muitas coisas que poderiam fazer buracos no terreno rochoso de Marte. Crateras têm sido causadas por meio milhão de impactos de meteoros; poços profundos são gerados por tubos de lava que entram em colapso, enquanto enormes precipícios foram criados na superfície pelas enchentes da antiguidade, e funis são deixados para trás quando a atividade vulcânica derreteu o gelo.

A depressão circular é um mistério para a NASA

Todos os fatores acima são levados em consideração pela MRO, e somente ocasionalmente ela encontra algo que é misterioso para a NASA. A depressão circular é uma delas. Porém, quando ela é observada com mais atenção, ela não é tão rasa quanto primeiramente se pensava.
A foto foi capturada durante o verão do polo sul em Marte, e isto significa que o Sol estava baixo o suficiente para projetar sombras sobre a paisagem, permitindo assim que as características sutis do terreno fossem realçadas.
Claramente há um brilho em seu fundo e ele revela que há gelo por lá. Áreas com dióxido de carbono que foi congelado estão cercando o poço. Os cientistas acham que os círculos no gelo foram causados quando o gelo seco se tornou gás no Sol e isto deixou o que tem sido descrito pelos astrônomos como ‘queijo suíço’.
A foto foi obtida pela câmera experimental de imageamento científico de alta resolução da MRO. Isto dá aos pesquisadores uma boa chance de olhar aos objetos maiores que um metro na superfície de Marte, quando a sonda está entre 200 e 400 quilômetros de altura.  Isto levou aos cientistas acreditarem que o poço revelado na foto tem centenas de metros de diâmetro, pois foi capturado na resolução de 50 cm por pixel.
Agora os pesquisadores estão intrigados sobre a questão se algo furou a superfície, ou se o solo entrou em colapso. É claro, sem haver mais informações é impossível dizer o que aconteceu. Porém, a NASA está discutindo todas as possibilidades.
O MRO da NASA está orbitando Marte desde março de 2006, e já enviou à Terra imagens detalhadas da superfície daquele planeta, as quais mostram um ambiente dinâmico, onde pequenos tornados varrem a superfície e dunas de areia mudam de lugar. Ocasionalmente, pedaços de tecnologia enviadas da Terra aparecem agregando poeira na superfície marciana.
Após completar as metas primárias da NASA nos primeiros dois anos, bem como duas missões que foram estendidas, a sonda ainda consegue conduzir seus trabalhos como se tivesse recém começado, e poderá ainda revelar mais mistérios como este.

Ovni Hoje.

0 Comentários :

Postar um comentário