Este ano, outros cientistas afirmaram que a vida na Terra se originou em Marte, devido a um mineral encontrado em meteoritos marcianos, supostamente crucial para a gênese da vida.

MAS, um novo livro pelo ecologista americano Dr. Ellis Silver oferece argumentos, baseado na fisiologia humana, que os seres humanos como espécie podem não terem evoluído junto com outras formas de vida na Terra - mas chegaram de outro lugar, trazidos aqui por alienígenas tão recentemente quanto algumas dezenas de milhares de anos atrás.

Silver, um ambientalista que está atualmente trabalhando para limpar os restos de plástico do Pacífico, diz que seu livro tem o objetivo de provocar o debate - e é baseado em trabalhos científicos sobre a diferença entre os seres humanos e outros animais.

"A Terra aproximadamente atende às nossas necessidades como uma espécie, mas talvez não tão fortemente quanto aqueles que nos trouxeram até aqui pensavam inicialmente," Silver disse em uma entrevista.

"A humanidade é, supostamente, a espécie mais desenvolvidos do planeta, ainda assim é surpreendentemente inadequada e mal equipada para o ambiente da Terra: prejudicados pela luz solar, uma forte aversão por alimentos naturais, taxas ridiculamente altas de doenças crônicas, e mais".


Dr. Ellis diz que os seres humanos podem sofrer de problemas nas costas porque evoluíram em um mundo com menor gravidade.

Ele também diz que é estranho que as cabeças dos bebês sejam tão grandes e fazem ficar difícil para as mulheres dar à luz, o que pode resultar em mortes da mãe e da criança.

"Nenhuma outra espécie verdadeiramente nativa deste planeta tem este problema", diz ele. Silver também aponta para 223 genes "extras" nos seres humanos, que não são encontrados em nenhuma outra espécie, e à falta de um fóssil de "elo perdido".

"De fato, se você puder encontrar uma única pessoa que está 100% em forma e saudável e não sofrendo de alguma (talvez oculta ou não declarada) doença ou distúrbio (há uma extensa lista no livro) eu ficaria extremamente surpreso - eu não tenho sido capaz de encontrar ninguém." Silver continua.


É como se nós tentássemos desesperadamente esconder o fato de que nós não pertencemos plenamente nesta natureza que tentamos nos adaptar.

Dizemos que nós evoluímos, mas, se realmente evoluímos aqui, não deveríamos estar mais em conexão com a natureza em vez de estar cada vez menos, a um ponto que até mesmo prejudicamos a vida ao nosso redor?


"Acredito que muitos dos nossos problemas decorrem do simples fato de que os nossos relógios internos biológicos evoluíram para um dia de 25 horas (isso foi comprovado por pesquisadores do sono), mas o dia da Terra é de apenas 24 horas. Esta não é uma condição moderna - os mesmos fatores podem ser rastreados todo o caminho de volta através da história da humanidade na Terra".

Há um outro elemento-chave que normalmente tendemos a ignorar.

Muitas pessoas dizem que não se sentem como se elas pertencem à Terra, não se sentindo em casa aqui, diz o Dr. Ellis Silver.

E este fato não é algo para ver como irrelevante, especialmente se a maioria da população humana se sente assim.

"Isto sugere (para mim pelo menos) que a humanidade pode ter evoluído em um planeta diferente, e nós podemos ter sido trazidos aqui como uma espécie altamente desenvolvida", Diz Silver.

E se nós migramos para cá de Marte? E isso, acredite ou não, não é tão distante quanto parece. Os cientistas descobriram recentemente que Marte teve um campo magnético forte antes de se tornar um deserto.

Marte é o único planeta em nosso sistema solar que tem um dia de 25 horas, está ainda mais longe do Sol do que a Terra, tem gravidade mais fraca e descobriu-se que Marte teve grandes quantidades de água no passado.

E se houvesse algum tipo de destruição de proporções globais e tivemos que migrar para salvar nossa espécie?

Isso também prova as histórias da Humanidade sendo mais evoluída no passado, mas por causa de um incidente desconhecido nós "caímos" do "céu" na terra, e passamos por uma fase de esquecimento.

"Minha tese propõe que a humanidade não evoluiu a partir dessa estirpe particular de vida, mas evoluiu em outro lugar e foi transportado para a Terra (como Homo sapiens totalmente evoluído) entre 60.000 e 200.000 anos atrás", diz Dr. Ellis Silver.

0 comentários :

Postar um comentário