05:50:00
0

Pelo menos até 2033, o Brasil vai ficar de fora do Conselho de Segurança das Nações Unidas. Isso porque o país não apresentou candidatura à vaga nos últimos anos. Instância de maior grau hierárquico da ONU, o Conselho tem como meta a segurança e a paz internacionais.

 Essa atitude demonstra uma mudança radical nos governos. Enquanto a gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de 2003 a 2010, queria mediar a paz entre israelenses e palestinos e chegou até a apresentar uma proposta de acordo para solucionar a questão do programa nuclear do Irã, a gestão de Dilma Rousseff, de 2011 a 2016, não se interessou nem em fazer parte da instância.

 "O Brasil foi do 80 para o 8", declarou um funcionário do governo à Folha de S. Paulo. De acordo com o jornal, o conselho funciona com cinco vagas permanentes, ocupadas por China, Reino Unido, Estados Unidos, França e Rússia. 

As demais 10 vagas são rotativas e ocupadas por região. Na distribuição ficam cinco vagas para África e Ásia, duas para América Latina e Caribe, duas para Europa Ocidental e uma para o Leste Europeu. A escolha dos países por região é feita em consenso. O candidato escolhido permanece no cargo por dois anos, mas as candidaturas precisam ser apresentadas com muitos anos de antecedência.

0 comentários :

Postar um comentário