10:32:00
0

A maioria dos cientistas descarta a ovniologia, o estudo dos OVNIs / UFOs, como pseudociência. Dr. Bob Davis quer mudar isto.

A cada ano, a cidade de Fênix, no Arizona é anfitriã do Congresso Internacional UFO, a maior reunião anual dedicada ao estudo deste fenômeno.  Uma das coisas mais impressionantes que notei enquanto falava com os participantes do congresso deste ano foi sua insistência sobre a realidade dos OVNIs, mesmo antes de eu ter expressado qualquer dúvida. Ovniólogos sempre parecem estar na defensiva, um ‘tic’ de conversação que sem dúvida foi aprendido após conversarem com céticos por anos.

Em outras palavras, ovniólogos sempre serão os primeiros a dizer que não acreditam em OVNIs, pois sabem que os OVNIs são reais.  Mas a lacuna entre a crença e o conhecimento é muito grande, um precipício que separa o científico do pseudocientífico. Desde que a ovniologia se tornou algo como um campo organizado de estudo, embora às margens de tudo, na década de 1950, a grande maioria da comunidade científica não hesitou em rotular o campo como sendo pseudocientífico, o que deixa os ovniólogos irados.

Embora os EUA tenham lançado pesquisas formais sobre o fenômeno dos OVNIs, pouco mudou nas últimas seis décadas para indicar que a ovniologia será algo mais do que um pseudociência. Mas Bob Davis, um neurocientistas aposentado e auto-descrito como “agnóstico de OVNIs” quer mudar isso. Eu o encontrei no Congresso Internacional UFO para descobrir porque ele pensa que a ovniologia pode se tornar uma disciplina científica séria. Nossa conversa foi editada para ficar mais clara e reduzir seu comprimento.
Motherboard: Olá Bob! Você é um neurocientistas aposentado, mas a maioria dos cientistas não leva os OVNIs a sério. Por que?
Bob Davis: Eu tenho sido um ovniólogo de armário a minha vida toda; eu acho que é devido ao medo do ridículo por outros. Quando minha esposa e eu visitamos Sedona, no Arizona há uns dois anos, vimos dois globos alaranjados no céu noturno. Não estou inteiramente certo do que eram, mas isso me motivou a começar a escrever um livro: The UFO Phenomenon (O Fenômeno OVNI). Agora sou um membro da Fundação Dr. Mitchell para Pesquisa de Encontros Extraterrestres, que está explorando a essência desse fenômeno.
Que tipo de pesquisa esta organização faz?
Estudamos 3057 indivíduos que alegam ter memória consciente e explicita de contato com uma nave física, associada com alguma forma de inteligência não humana.
O que vocês descobriram baseado nesta pesquisa?
Ovniólogos sempre pensaram que este fenômeno era uma experiência negativa e hostil, mas estamos descobrindo justamente o contrário. O que descobrimos é que aproximadamente 85 por cento das pessoas que estão passando pelo fenômeno estão sendo transformadas de forma comportamental e psicoespiritual muito positiva.  Geralmente as pessoas se tornam mais humanas e se sentem em unidade com o mundo.  Elas se tornam menos interessadas em religião organizada, elas se tornam mais espirituais, elas têm menos interesse em valores monetários e se tornam mais sensíveis ao bem estar ecológico de nosso planeta, entre muitos outros resultados psicoespirituais.  É um resultado real e poderoso que geralmente é ignorado pela comunidade OVNI.
Alguma ideia do porquê disso?
Acreditamos, mas não fingimos que temos a resposta, mas sentimos que a teoria holográfica quântica da consciência delineada pelo Dr. Edgar Mitchell, o co-fundador da FREE, fornece uma explicação possível da essência do fenômeno. Baseamos isto novamente, em parte, nos aspectos transformadores que a experiência tem nos indivíduos.  As pessoas relatam que se tornam cientes, baseadas nas suas interações com o fenômeno, que há na verdade uma realidade multi-dimensional, que há vida após a morte. O que estamos tentando aplicar, em outras palavras, é uma explicação científica, mas não estamos alegando ter a resposta.
A comunidade psicológica reconheceu esta pesquisa?
Nossos resultados aparecerão em dois periódicos no final deste ano, o The Journal of Consciousness e o Journal of Scientific Exploration.
Journal of Consciouness não é revisado por pares, e o The Journal of Scientific Exploration é considerado muito extremo pela maioria dos cientistas.
Não estamos dizendo que temos evidência irrefutável do que este fenômeno seja; simplesmente queremos apresentar nossos resultados e aumentar a consciência pública, especialmente a de tendência predominante, para que eles possam encarar este tópico de forma muito mais séria.  Uma vez que publicarmos nossos resultados nestes periódicos, esperançosamente eles irão estimular mais interesse e atenção, e esperançosamente será uma pesquisa que é construída em cima de descobertas preliminares.
Você notou quaisquer similaridades entre as pessoas que reportaram estas experiências?
A questão óbvia é se estes indivíduos poderiam estar tendo uma inclinação para ilusão ou fantasia, alguma patologia psicologicamente aberrante que poderia dar início às suas alegações de que seus comportamentos estão transformados. Isto é descontado em grande parte, porque se eles de fato estavam tendo algum tipo de aberração psicológica, seria muito improvável que reportariam tais resultados comportamentais positivos como resultado de suas interações com este fenômeno. O fato de que tantos, aproximadamente 85 por cento, dizem a mesma coisa, também diminui a possibilidade de que há uma aberração psicológica latente associada a isto. Infelizmente, não temos o tempo e o dinheiro para filtrarmos alguns problemas psicológicos de todos os indivíduos. Pesquisa futura deverá olhar a este componente do indivíduo que está reportando este tipo de experiência.
Soa como se estas pessoas estivessem descrevendo uma experiência religiosa.
Muitas dessas transformações positivas são similares ao despertar espiritual. Chame isto de psicoespiritual, chame isto de religioso, chame isto de seja lá do que for, mas a grande maioria destas pessoas são transformadas de forma positiva.
Você acha que os OVNIs são de origem extraterrestre, ou um fenômeno inexplicado da Terra, como uma nave militar, ou algo assim?
A maioria dos ovniólogos alega que este fenômeno é de natureza extraterrestre, mas a ciência deve olhar para outras explicações. Infelizmente, isto provavelmente ainda continuará a ser visto como pseudociência pela comunidade científica em geral, o que é uma grande infelicidade, porque este fenômeno é válido e está impactando milhares de pessoas pelo mundo todo. Sem dúvida, temos que tornar isto mais rigoroso cientificamente. A variável confusa é que neste momento não temos princípios científicos para aplicar, a fim de ajudar a responder a essência oculta do que governa e regula este fenômeno. Provavelmente nunca teremos evidência irrefutável do que seja este fenômeno.  Podemos somente fazer conclusões indiretamente.  Talvez, ao longo do tempo estes princípios evoluirão, e isso pode ser mais especificamente aplicado como um meio de qualificar e quantificar as evidências na forma de relatos, que é o que temos de milhares de pessoas.  A evidência relatada não pode ser mensurada num laboratório e a maioria dos cientistas quer dados tangíveis.
Neste caso, como isto se pareceria? A captura real de um OVNI?
Essa seria a prova. Muitos alegam que temos OVNIs sendo armazenados em lugares por aí. As pessoas alegam ter a resposta, mas não sabemos quem ou no que acreditar. A Ovniologia está repleta de tais desinformações, as pessoas que fabricam conclusões sem suficiente evidência. É muito difícil separar o fato da ficção, sensatez de besteiras, o que é a razão porque a maioria dos cientistas considera isto uma pseudociência e não querem se envolver. Além disso, não há agências de financiamento que irão fornecer fundos para os cientistas engajarem neste tipo de pesquisa, assim isto também desanima muito da comunidade científica, especialmente no ambiente acadêmico.
Você despendeu 30 anos como neurocientista, mas agora não duvida da ovniologia como um estudo legítimo. O que precisaria para convencer outros cientistas a tomarem isto de forma séria?
Há muitos cientistas que estão interessados no fenômeno e o levam a sério. Mas precisa ter mais; um esforço de pesquisa pelos pesquisadores de muitas disciplinas trabalhando de forma cooperativa para estudarem este fenômeno com intenção muito mais séria.   Há um óbvio receio do ridículo, assim as pessoas não revelam seus interesses por esta área. Isto é uma pena, porque a comunidade científica deveria ser mais engajada, ao invés de ser amplamente desassociada do estudo do fenômeno. Embora organizações como a Mutual UFO Network devotam muito do seu tempo estudando os OVNIs, mas continuam a analisar este fenômeno da forma que fazem, que é uma análise retrospectiva de eventos anteriores, nossa compreensão do fenômeno não irá avançar. Precisamos aplicar protocolos científicos mais rigorosos, usando uma abordagem multi-disciplinar. Acredito que esta seria a única forma de ganharmos mais conhecimentos sobre o fenômeno.




OvniHoje.

0 comentários :

Postar um comentário