09:59:00
0

Os desabafos do papa Francisco quase sempre resultam em afirmações bombásticas, comprovando que seu perfil é muito diferente de seu antecessor.
Durante um sermão numa missa privada matinal em sua residência nesta quinta (23), ele criticou os membros da Igreja Católica que “dizem uma coisa e fazem outra”. Também sugeriu que é melhor ser ateu do que um católico hipócrita. Segundo ele, existem muitos desses.
Condenando o que chamou de “vida dupla”, ele lembrou que há católicos que dizem: “eu não pago aos meus funcionários salários apropriados, eu exploro pessoas, eu faço negócios sujos, eu lavo dinheiro”.
O líder dos cerca de 1,2 bilhão de católicos do mundo lembrou de um ditado popular: “Quantas vezes todos ouvimos pessoas dizerem ‘se esta pessoa é católica, é melhor ser ateu’”.
Lendo trechos do Novo Testamento, ponderou: “No Evangelho, Jesus fala daqueles que escandalizam, sem dizer a palavra escândalo, mas se entende: ‘Você chegará ao Céu, baterá à porta e: Sou eu, Senhor! Não se lembra? Eu ia à Igreja, estava sempre com você, pertencia a tal associação, fazia muitas coisas. Não se lembra de todas as ofertas que eu fiz? Sim, lembro-me! As ofertas! Lembro-me bem: todas sujas, roubadas aos pobres. Não o conheço. Esta será a resposta de Jesus aos escandalosos que fazem vida dupla.”
Desde que assumiu o pontificado, em 2013, Francisco frequentemente lembra a católicos, tanto padres quanto membros, para praticaram o que a religião prega.
Em outras ocasiões já havia falado sobre os ateus. Menos de dois meses após sua eleição, afirmou que mesmo quem não acredita em Deus seria redimido se fizesse coisas boas.







Gospel Prime.

0 comentários :

Postar um comentário