15:20:00
0

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou, nesta quarta (1º), que o vírus zika está perdendo força sem uma razão conhecida. Uma segunda onda de contaminações estava sendo aguardada para o verão na América Latina e, de acordo com a Organização, não está ocorrendo com a intensidade que se temia. Esta quarta marcou um ano da declaração de emergência internacional; a OMS alertou que uma vacina só estará pronta em 2020. 

Os cientistas, no entanto, negam a proposição de que a epidemia "não terminou" e apontam que o futuro dela no Brasil ainda é "incerto". "A prevalência de zika está caindo, principalmente nas Américas. Não sabemos o motivo. Pensávamos que teríamos uma segunda onda e ela não ocorreu da forma que esperávamos", afirmou Ian Clarke, administrador da OMS.

 Existem duas possibilidades principais, a primeira é que o vírus não seguiria o mesmo ritmo da dengue, que ocorre principalmente no verão nos países tropicais, a segunda é de que a população teria desenvolvido uma imunização natural.

0 Comentários :

Postar um comentário