É possível sobreviver a quase todos os acidentes aéreos, já que 87,7% deles terminam sem vítimas fatais. No entanto, um especialista afirma que há um único passo que pode aumentar muito as suas chances de sobrevivência.
No ano passado os tripulantes que foram retirados com vida dos escombros do desastre aéreo da Chapecoense afirmaram que sobreviveram por “seguirem o protocolo de emergência” enquanto outros passageiros ficaram em pé e gritaram desesperados.
Os membros da tripulação, especificamente, se mantiveram sentados e adotaram a posição de emergência para se proteger do impacto.
Adotar esta posição de ‘emergência’, onde os passageiros se inclinam para a frente e apertam os cintos, irá prevenir muitas das graves lesões dos acidentes aéreos, conforme um especialista em segurança aérea, cujo nome não foi divulgado, explicou ao Mail Online.
Ele disse: “Quando um avião sofre um acidente, você tem dois impactos. No primeiro os passageiros sentem o aperto do cinto de segurança. No entanto, conforme a aeronave para, você continua a se mover para a frente. O segundo impacto é o mais crítico. O que acontece é que seu tronco se move para a frente, e ao fazer isso, acaba atingindo alguma coisa. Este certamente é o caso nos assentos da classe econômica”.

“A melhor posição para se adotar, é aquela em que você se agacha e reduz o movimento da cabeça na direção para a frente.”
“Qualquer coisa que você possa fazer para impedir que o seu tronco e a sua cabeça se movam para a frente é a melhor posição a adotar.”
“Você tem boas chances de sobrevivência em um acidente aéreo. Pouquíssimos acidentes envolvem um impacto total com o solo, e são esses em que a chance de sobreviver é quase nenhuma.”






Rob Waugh
Yahoo News UK

0 comentários :

Postar um comentário