11:17:00
0

No início parecia apenas mais uma das muitas “fake news” envolvendo Donald Trump. Contudo, está comprovado que existe um movimento de bruxas e feiticeiros para fazer o presidente dos Estado Unidos perder o cargo.
Uma das maiores divulgadoras é a cantora Lana Del Rey, que afirma que vai se juntar ao movimento. Um documento que tem circulado pela comunidade esotérica pede para que seus membros façam um feitiço por mês contra Trump. O objetivo não é mata-lo, apenas vê-lo destituído de seu cargo.
Segundo o Huffington Post, o feitiço funciona apenas se foi feito a cada lua crescente, exatamente à meia-noite. Em poucos dias a “receita” viralizou e já existe até um grupo no Facebook para responder a todas as perguntas sobre o assunto.
Na execução do feitiço, são necessários itens como a carta da “Torre” no tarô, a ponta de uma vela laranja, um prego, uma vela branca, tigelas com água e sal, uma pena, isqueiros e um cinzeiro. O ingrediente principal é uma foto de Trump, que deve ser queimada.
Como as dezenas de protestos e petições não deram certo, o movimento místico resolveu apelar para o sobrenatural. A primeira tentativa será na noite dessa sexta-feira (24). Já estão marcados outros iguais para 26 de março, 24 de abril e 23 de maio. A proposta inicial envolvia apenas bruxas norte-americanas, mas logo foram sendo anunciadas cerimônias em várias partes do mundo.

Pastores começam campanha de oração

Diversos líderes cristãos acreditam que esses tipos de ameaças espirituais devem ser levados a sério, condenados e combatidos. Há grupos inclusive convocando uma vigília de oração pelo presidente na noite de hoje e em todas as outras datas anunciadas pelas bruxas.
Jan Markell, do Ministério Olive Tree disse “esse nível de ódio contra Donald Trump é gerado pelo próprio Satanás”. Ela vai mais longe, afirmando que “A esquerda parece hipnotizada por questões que afligem o coração de Deus. Donald Trump não tem o poder de neutralizar essas pessoas e sua agenda, mas ele está tentando fazer avanços significativos para evitar que nosso país caminhe definitivamente para o lado negro.”
Já o pastor Karl Payne, que mantém um ativo ministério de libertação, explica que essa não é uma “brincadeira”. Ele lembrou que a Bíblia alerta sobre a realidade da batalha espiritual e que esses ataques não são apenas contra Trump, mas pelo que ele defende. No caso, uma agenda contrária a questões defendidas pelas bruxas como o feminismo e o aborto.
Para Payne, orar pelo país e seus líderes é um mandamento bíblico comumente ignorado pelos cristãos. “Muitas igrejas estão mais preocupados em fazer amigos e mudaram sua pregação, focando apenas em questões morais e éticas na esperança de serem politicamente correto em vez de serem biblicamente corretos”. 





Com informações WND


0 comentários :

Postar um comentário