04:41:00
0

Pesquisadores israelenses e franceses anunciaram que começarão a escavar o antigo sítio arqueológico (Tel) de Kiryat Ye’arim, um dos poucos lugares mencionados na Bíblia que nunca foi estudado com profundidade.
De acordo com o livro de Samuel, a Arca da Aliança ficou em Quiriate-Jearim durante 20 anos, após ser devolvida aos israelitas pelos filisteus, que a haviam capturado durante uma batalha, mas foram atingidos por doenças. O texto diz que a arca foi armazenada “na casa de Abinadabe, na colina” (1 Samuel 7:1) e cuidada pelo sacerdote Eleazar antes que o rei Davi a levasse em definitivo para a capital Jerusalém.
Os arqueólogos esperam que o material encontrado ali ajude a mostrar como era a cidade durante a Idade do Ferro, período associado ao relato bíblico sobre o reinado de Davi.
Kiryat Ye’arim ou Quiriate-Jearim (em português) é mencionada mais de uma dúzia de vezes na Bíblia. Tratava-se de uma cidade judaica situada a cerca de 12 quilômetros de Jerusalém. Hoje em dia no local está a cidade árabe de Abu Gosh. Na coluna que ladeia o local, está o mosteiro Deir El-Azar, Eleazar em árabe. Também há um mosteiro dedicado à Nossa Senhora da Arca da Aliança, erguido sobre as ruínas de um antigo templo bizantino.
Igreja da Nossa Senhora da Arca da Aliança. (Foto: Wikipedia)
A escavação começa somente em agosto, por causa do clima mais ameno. Será conduzida por Israel Finkelstein, da Universidade de Tel Aviv, além de Christophe Nicolle e Thomas Römer, do Colegge de France.
“O lugar é importante por várias razões”, ressaltou Finkelstein ao Times de Israel. “É um local grande e central nas colinas de Jerusalém que não foi estudado até agora. Pode ser o único local-chave em Judá que não teve uma escavação arqueológica profunda.”
Os pesquisadores irão começar pela área ao redor do mosteiro de Nossa Senhora da Arca da Aliança. Um dos aspectos mais chamativos de Quiriate-Jearim é a probabilidade de se encontrar um templo antigo no local. Tal descoberta ajudaria os estudiosos a entender melhor as práticas do culto em Judá durante a Idade do Ferro.
Em várias partes da narrativa bíblica, Quiriate-Jearim é aludido como um local de culto religioso. Ao longo do tempo foi chamada de Baalá (Js 15:9), Baale-Judá (2 Sa 6:2), e Quiriate-Baal (Js 15:60). No livro de Josué fica claro que o local era afiliado com a adoração de Baal, deus da fertilidade no panteão cananeu.
Vistos como fatos históricos, argumenta Finkelstein, os relatos das Escrituras fazem crer que “devia haver um Templo lá”. “O local que eles colocaram a Arca da Aliança não era, claro, um terreno qualquer, nem foi debaixo de uma árvore, eles devem ter criado um importante lugar de culto”, destaca.
“Você precisa de muita sorte para que a arqueologia forneça respostas exatas a essas questões complexas”, pondera, mas deixa claro que a escavação pode dar informações vitais sobre a história da Judeia durante o reinado davídico.









Gospel Prime.

0 Comentários :

Postar um comentário