04:01:00
0

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, manifestou no sábado mais uma vez suas dúvidas sobre se a Rússia interveio nas eleições americanas através de ciberataques, uma conclusão que levou a Casa Branca a sancionar Moscou.

"Só quero que (os membros do governo de Barack Obama) tenham certeza porque é uma acusação muito grave e quero que eles estejam certos disso", disse o magnata republicano à imprensa em sua residência em Mar-a-Lago, Flórida (sudeste).

Trump lembrou que a inteligência americana estava errada ao afirmar que o Iraque tinha armas de destruição em massa, um pretexto que permitiu a invasão do país árabe em 2003.

O empresário disse ainda que é "injusto" que os Estados Unidos acusem a Rússia de ataques cibernéticos se houver algum tipo de dúvida.

"Sei muito de ataques cibernéticos. São uma coisa muito difícil de provar. Então poderia se tratar de outra pessoa. E também sei de coisas que outras pessoas não sabem, razão pela qual não podem ter certeza", afirmou.

Trump informou que na "terça-feira ou quarta-feira" divulgará as informações que tem sobre o assunto.

O presidente eleito reiterou que a segurança cibernética será uma das prioridades de seu governo, que assume o poder em 20 de janeiro.

"Se você tem algo muito importante, escreva e envie por correio, como se fazia antes, porque, sabe, nenhum computador é seguro. Não me importa o que dizem, nenhum computador é seguro", declarou.



AFP.

0 comentários :

Postar um comentário