07:29:00
0

As tropas sírias voltaram a bombardear neste domingo a região de Wadi Barada, uma área estratégica controlada pelos rebeldes perto de Damasco, onde se encontram os mananciais que abastecem de água a capital e cujo fornecimento está cortado há duas semanas, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Segundo o OSDH, os bombardeios atingiram as populações de Bassima e Ain al Fiya, onde se encontram esses mananciais.

A região viveu ontem, sábado, um dia de tranquilidade, enquanto as autoridades sírias enviavam uma delegação do comitê de reconciliação governamental para propor aos rebeldes uma iniciativa para restabelecer o fornecimento de água à capital.

Os rebeldes negaram que chegaram a um acordo com as forças governamentais, pois o Executivo sírio pretendia que os insurgentes se comprometessem a deixar o local e se mudassem para a província de Idlib, no norte do país, para permitir a entrada do exército sírio na região.

A ofensiva governamental contra o vale do rio Barada começou há 20 dias e continuou apesar do cessar-fogo, que entrou em vigor há uma semana em todo o país, pactuado entre o governo e a oposição, sob o amparo de Rússia e Turquia.

Uma semana depois, o fornecimento de água ficou interrompido em Damasco devido aos combates, e as autoridades e os rebeldes se acusaram mutuamente pelo corte no abastecimento. 





EFE.

0 Comentários :

Postar um comentário