09:23:00
0

A Ucrânia não vai renunciar a Donbass e "não pretende desbaratar territórios", declarou o presidente do país, Pyotr Poroshenko.
Segundo ele, em Kiev estão atuando forças que "nos sugerem, de maneira cuidadosamente encoberta, desistirmos de Donbass".
"Gostaria de dirigir uma pergunta a estes políticos: senhores, vocês juntaram esses territórios para poder desbaratá-los?", informa o canal 112 Ukraina citando as palavras de Poroshenko.
 Na opinião do presidente ucraniano, alguns políticos exortam Kiev a "tratar os residentes das regiões ocupadas como se não fossem nossos cidadãos, ucranianos".
Anteriormente, a Deputada da Suprema Rada (parlamento ucraniano), Nadezhda Savchenko informou que existe a possibilidade da Ucrânia conseguir o Donbass de volta caso Crimeia seja cedida para a Rússia.
Após isso, o presidente do parlamento da Crimeia, Vladimir Konstantinov, anunciou que a proposta da deputada ucraniana é irrealista porque não será apoiada pelos residentes de Donbass.
As autoridades da Ucrânia continuam realizando desde fevereiro de 2014 uma operação militar contra as autoproclamadas repúblicas de Donetsk e Lugansk (RPD e RPL) que, preocupadas com a política das novas autoridades do país, decidiram ficar juntas e formar a região de Donbass, rejeitando a legitimidade do novo gabinete em Kiev.





Sputnik.

0 comentários :

Postar um comentário