09:06:00
0

Embora na sociedade de hoje a ideia da existência de vida alienígena seja extremamente popular, estamos convencidos de que os alienígenas provavelmente têm uma aparência humana. Contudo, um astrônomo sênio do Instituto SETI (Procura por Inteligência Extraterrestre) acredita que os alienígenas reais provavelmente se pareçam com máquinas.


Seth Shostak, do Instituto SETI, disse:
Pense no que vamos fazer neste século, é inventar máquinas pensantes. Os alienígenas provavelmente já o fizeram, assim os alienígenas reais provavelmente se parecem como máquinas.
Falando para Neil deGrasse Tyson, num dos programas da série Star Talk do National Geographic intitulada, “The Science of Alien Sightings“, Shostak falou sobre a concepção errada sobre como os alienígenas são vistos pela sociedade hoje.
Shostak apontou que um terço do público acredita no fenômeno dos OVNIs. Porém, como reportado pela Inverse, embora haja um grande número de pessoas que alega ter avistado OVNIs e até mesmo passado por abduções, a descrição das aparências dos alienígenas sempre é algo familiar.

No ano passado, num apresentação no Dent, uma conferência espacial em São Francisco, Shostak disse que a transformação em Inteligência Artificial é a evolução natural de qualquer civilização inteligente.
Shostak fez alguns comentários interessantes sobre a vida alienígena no passado. Há pouco tempo, o astrônomo disse que devido aos vastos avanços nas diferentes ciências e tecnologias, a humanidade poderia cessar de ser a espécie dominante na Terra, com seres alienígenas nos substituindo, e tudo isso até 2100.
Curiosamente, o astrofísico britânico Sir Martin Rees anteriormente sugeriu a mesma coisa que Shostak está dizendo agora.
Sir Martin Rees acha que civilizações extraterrestres tecnologicamente avançadas poderiam ter se tornado máquinas ou … cyber-aliens. É provável que máquinas extraterrestres evoluíram de simples formas de vida orgânica, e no futuro, na taxa que os humanos estão se desenvolvendo, poderemos ver uma transição similar.
Segundo o astrofísico britânico, num planeta orbitando uma estrela distante muito mais velha do que o nosso Sol, em algum lugar do cosmos, a vida poderia ter se desenvolvido à um estágio onde as formas de vida orgânicas são agora parte orgânica, parte máquina.
De acordo com os cálculos de Rees, em aproximadamente um ou dois séculos, a vida tal como a conhecemos poderá ser sobrepujada pela Inteligência Artificial, que começará a evoluir por si mesma, tomando conta do planeta e se tornando a espécie predominante na Terra. Mas Rees não é o único que faz este alerta sobre as potenciais ameaças da Inteligência Artificial.
Elon Musk e o Professor Stephen Hawking fizeram a mesma coisa. Isto significa que se alguma vez descobrirmos seres alienígenas avançados no cosmos, é muito provável que estas civilizações não sejam orgânicas, mas mecânicas.




OvniHoje.

0 Comentários :

Postar um comentário