04:20:00
0

Sensibilidade ao glúten ou intolerância é uma condição que leva uma pessoa ter uma reação após a ingestão de glúten, uma proteína encontrada no trigo, cevada e centeio. Os sintomas variam muito e podem incluir problemas gastrointestinais, dor nas articulações, fadiga e depressão.



É bastante comum que as pessoas tenham problemas digestivos e de saúde após comerem trigo ou glúten. Encontrado principalmente no trigo, cevada e centeio, a intolerância ao glúten pode resultar num número de sintomas diferentes.

O trigo é um tipo de grão que é comumente encontrado em pães, cereais e massas. Fontes menos comuns incluem condimentos, como molhos para saladas e sopas. A cevada é outra abundante variedade de grão, que é frequentemente utilizada para fabricação de cerveja e produtos para alimentar animais de pecuária. O centeio é o último tipo de grão que utiliza glúten como um ingrediente. É mais frequentemente encontrado em cereais, cerveja e pães. Consumir esses tipos de alimentos e bebidas é muitas vezes como se descobre a sua intolerância ao glúten.

A doença celíaca é um tipo grave de intolerância ao glúten. Classificada como uma desordem auto-imune, a doença celíaca provoca danos no intestino delgado. Quando aqueles com a doença consomem glúten, inicia-se uma resposta imune anormal que ataca diretamente os intestinos. Eventualmente, os danos causados aos intestinos diminui significativamente a capacidade do organismo de absorver adequadamente os nutrientes. Se não tratada adequadamente, a doença celíaca pode resultar em complicações de saúde a longo prazo. Estima-se que 1 em 100 pessoas sofrem da doença.

Os indivíduos que são sensíveis ao glúten descobrem muitas vezes que os seus sintomas somem depois que o produto é eliminado da sua dieta. Com isso dito, existem alguns sintomas que podem apontar que o indivíduo tem uma intolerância ao glúten.

Aqui estão 8 sinais de intolerância ao glúten:

1- Confusão mental

Um dos sintomas mais surpreendentes de intolerância ao glúten, a confusão mental (brain fog), também pode ser sutil em sua natureza. Esta confusão está mais relacionada à uma falta de clareza mental, e pode ser um dos sintomas mais enigmáticos, simplesmente devido ao fato de que um certo número de coisas pode causar isso. No entanto, é um sintoma comumente citado de pessoas que sofrem de intolerância ao glúten e / ou a doença celíaca.

Em um artigo intitulado Sensibilidade Ao Glúten Como Uma Doença Neurológica, publicado no Journal of Neurology, Neurosurgery and Psychiatry, os pesquisadores descobriram uma reatividade anormal ao glúten em uma classe de anticorpos conhecidos como imunoglobulina (IgG). Acredita-se que esta reação contribui para o desempenho cognitivo diminuído.

2- Ganho de peso inesperado

O súbito, inexplicável aumento de quilos é desconcertante para muitas pessoas intolerantes ao glúten. Em geral, o ganho de peso da intolerância ao glúten resulta de duas coisas: (1) má absorção e permeabilidade intestinal - dois efeitos colaterais da intolerância ao glúten, e (2) inflamação sistêmica, que é desencadeada pelo glúten. Indivíduos intolerantes ao glúten que eliminam o glúten de sua dieta são capazes de voltar a um nível de peso saudável.

3- Função imunológica anormal

Os anticorpos IgA, quando são sensíveis ou intolerantes ao glúten, têm um efeito contrário sobre o sistema imunológico. Encontrados principalmente no trato gastrointestinal e a saliva, os anticorpos IgA são defesa primária do corpo contra constipações, gripes e outras doenças. Obviamente, quando estes mesmos anticorpos neutralizam nosso sistema imunológico, estamos muito mais propensos a contrair tais doenças.

4- Problemas dentais

Em um estudo publicado na BMS Gastroenterology, uma ligação foi descoberta entre a sensibilidade ao glúten e "estomatite aftosa" - uma condição frequentemente associada com úlceras na boca recorrentes e aftas. Além disso, devido à má absorção, os indivíduos sensíveis ao glúten freqüentemente têm níveis muito baixos de cálcio - uma substância muito importante para os dentes saudáveis.

5- Cefaleias e enxaquecas

Enxaquecas são dores de cabeça muitas vezes terrivelmente dolorosas que podem até mesmo ser debilitantes. Estranhamente, enxaquecas são muito mais comuns em pessoas intolerantes ao glúten que a população em geral. Em um estudo de um grupo sensível ao glúten: 56 por cento tinham dores de cabeça crônicas ou enxaquecas. Em comparação, apenas 14 por cento do grupo controle relataram dores de cabeça crônicas ou enxaquecas.

6- Problemas de pele

As propriedades de má absorção da intolerância ao glúten afeta um número de diferentes áreas do corpo, incluindo o nosso maior órgão. O glúten tem sido associado à acne, psoríase, eczema e dermatite herpetiforme (DH). Sintomas de pele decorrentes da intolerância ao glúten, muitas vezes incluem ardor, vermelhidão, erupções cutâneas, coceira e até mesmo bolhas. DH é uma condição particularmente prejudicial, definida pelo Gluten Intolerance Group (Grupo de Intolerância ao Glúten) como: "uma doença crônica da pele marcada por grupos de bolhas lacrimejantes, coceira que podem se assemelhar a espinhas ou bolhas."

7- Dores nas articulações e músculos

Os efeitos inflamatórios estimulados pela intolerância ao glúten são a razão subjacente para a dor nas articulações e músculos. De acordo com a WebMD: "Dor nas articulações e inflamação são sintomas comuns de sensibilidade ao glúten. E pesquisas mostram ligações entre as duas doenças. A Arthritis Foundation também publicou resultados que apontam artrite e dor nas articulações como sensibilidade ao glúten.

8- Exaustão e fadiga

Este sinal é semelhante à confusão mental, em que os mecanismos exatos são um mistério. Pouca investigação científica tem sido realizada em examinar a correlação suposta entre a fadiga / cansaço e intolerância ao glúten. No entanto, os profissionais médicos acreditam que a intolerância ao glúten é paralela à fadiga através de inflamação e da de-alocação das reservas de energia do corpo.










Power of Positivity.


0 Comentários :

Postar um comentário