09:52:00
0

Victor Ramos: Um dos nomes mais falados e ouvidos no meio futebolístico no ano de 2016. O grande pivô da polêmica envolvendo Vitória, Bahia, Flamengo de Guanambí, Internacional, STJD, FBF, CBF e FIFA. À cada dia uma nova polêmica, um novo capítulo, e até o momento nada de uma definição concreta que coloque um ponto final de forma definitiva no assunto que pode, inclusive, barrar o Brasileiro de 2017 SE o STJD não arquivar o caso. Nesta quinta, mais uma novidade publicada com exclusividade pelo site ESPN que revela o zagueiro Victor Ramos inscrito na Fifa ainda como atleta do Palmeiras. Merece então uma medalha de campeão brasileiro? 

Em consulta feita ao TMS (sistema de transferências da Fifa) às 15h37 (de Brasília) da última quarta-feira, o jogador deveria estar registrado como atleta do Vitória, seu atual clube, vindo de empréstimo do Monterrey-MEX, contudo, aparece inscrito como funcionário da Sociedade Esportiva Palmeiras.  

Segundo o regulamento interno, qualquer transferência internacional que não obedeça esse procedimento é considerada nula, explica os representantes da Fifa, Omar Ongaro, Chefe do Comitê do Estatuto do Jogador e Governança, e Gaudenz Koprio, Líder Senior do Grupo do mesmo órgão"O uso do TMS é requisito obrigatório para toda transferência internacional de jogadores profissionais de futebol, e toda inscrição desta categoria que se realizar sem TMS se considerará nula"

A CBF e o Vitória se apegam, no entanto, ao reconhecimento pela Fifa no mesmo documento de que o registro se deu em nível nacional já que o ITC estava no Brasil, mesmo com Victor Ramos ainda inscrito como atleta do Palmeiras e em nenhum momento transferido ao Vitória, deixando mais uma de muitas interrogações pairando no ar. Cada um interpreta de uma forma e defende suas partes, com a confederação sendo acusada inicialmente pelo Bahia e hoje pelo Inter de ter supostamente alterado o conteúdo de consulta e induzido a Fifa em sua resposta.

Responsável pela solicitação de esclarecimento à Fifa, o então auditor Ronaldo Piacente, hoje presidente do STJD, descarta a manobra pela CBF. "É tudo besteira. Mera alegação (dos clubes). É uma tese que diria para você sem sentido. Uma interpretação do documento da maneira que lhe favorece, isso é, como escrevi (em meu despacho), ilação", disse. O vice-presidente do Vitória, Manoel Matos, afirmou em evento contar com uma carta da Fifa que confirma a situação legal de Victor Ramos. Vamos aguardar os próximos capítulos.









ESPN

0 Comentários :

Postar um comentário