03:23:00
1

O maior grupo aeroespacial da Europa, Airbus Defence and Space (Airbus DS), planeja ajudar a corporação espacial e de foguetes russa Energia na implementação do projeto de construção de um rebocador espacial, disse o chefe da Airbus DS na Rússia, Vladimir Terekhov.

"Vemos assim uma possibilidade de cooperar neste projeto. Há que dizer que nós, da nossa parte, estamos trabalhando neste assunto usando recursos próprios. A ideia proposta pela empresa Energia muitos anos atrás, e que estava à frente do seu tempo, agora pode finalmente ser realizada devido a novos materiais e tecnologias espaciais", destacou ele.


Segundo Terekhov, o rebocador espacial pode ser usado na cosmonáutica comercial.

"A sua criação poderá alterar o esquema do lançamento de satélites de comunicações: o rebocador irá posicionar o aparelho no ponto necessário da órbita geoestacionária. Ele pode servir como reabastecedor espacial ou coletor de lixo espacial", disse ele.

Além disso, ele sublinhou que as sanções introduzidas contra a Rússia não afetaram as compras por Bruxelas de componentes para satélites de comunicações produzidos na Rússia. "Isso pode ser surpreendente, mas tal questão nunca surgiu porque as sanções afetam a compra de elementos que podem ser usados nos interesses do Ministério da Defesa da Rússia. E o objetivo dos satélites produzidos com a nossa participação é <…> comercial e puramente civil. Não há novas restrições [em relação à compra de componentes]", afirmou Terekhov. A corporação Energia é uma das principais empresas espaciais da Rússia e um dos desenvolvedores de uma gama completa de foguetes e tecnologias espaciais. A Airbus DS surgiu em 2014 no meio de reestruturação da Espaço e Defesa Aeronáutica Europeia (EADS).







Sputniknews.

1 comentários :

  1. A Rússia tem uma tecnologia muito avançada nessa área, agora não entendo o porquê de investir tanto no espaço.

    ResponderExcluir