10:48:00
0

"Um desastre pode acontecer a qualquer momento", diz o director da agência russa, Anatoly Zaitsev.

Um asteróide gigante ou de um cometa, impacto inevitavelmente, contra a Terra, como foi observado pelo diretor-geral do Centro de Defesa Planetária da Rússia, Anatoly Zaitsev, durante uma conferência sobre o espaço realizada a 20 de dezembro, em Moscovo, informa Interfax .

Zaytsev lembrou que no ano passado, tivemos "muita sorte", quando o nosso planeta não colidiu com o asteróide 2015 TB145 que tinha "cerca de 600 metros de largura" e só foi descoberto 20 dias antes da sua abordagem, a 31 outubro de 2015, mas sublinhou que "um desastre semelhante pode acontecer a qualquer momento" .

Por esta razão, este especialista russo insiste em que é preciso desenvolver medidas de proteção. Assim, 556 'rochas' entraram na atmosfera da Terra ao longo dos últimos 20 anos - "felizmente, graças ao seu tamanho relativamente pequeno esses objetos não eram muito perigosos" - uma emergência que pode ser detectada e evitada.

Para controlar estas ameaças, Anatoli Zaytsev propôs a construção do projeto Cidadela: um sistema de defesa planetária internacional com elementos de resposta a curto e longo prazo, bem como serviços de previsão e de defesa regional, que "podem ser criados com tecnologias que já existem ".








RT/Um Novo Despertar.

0 Comentários :

Postar um comentário