12:30:00
0

Um cientista da NASA alertou que a raça humana não está pronta para um ataque surpresa de um asteroide e que “não há muito que possamos fazer”.

Certamente já desenvolvemos tecnologia suficiente para defender o nosso planeta contra perigos cósmicos, certo?  Errado.
Embora as chances de um enorme asteroide atingir a Terra sejam muito baixas, os cientistas alertam que pode ser uma questão de tempo para este tipo de ameaça se tornar realidade, e apontaram para várias passagens de rochas espaciais ‘raspando’ pela Terra no passado.
Além disso, foi alertado que a humanidade não está preparada para um impacto de asteroide, e se descobrirmos um vindo em nossa direção, não há muito que possamos fazer para prevenir uma catástrofe.

O Dr. Joseph Nuth, um cientista da NASA no Centro Espacial Goddard, no estado de Maryland (EUA), comentou numa reunião anual da União Geofísica Americana que a melhor coisa que podemos fazer para no proteger é construir um ‘foguete interceptador’ que poderia ser usado – no futuro – para uma missão de deflexão.
Embora o Dr. Nuth deixou claro que asteroides e cometas raramente colidem contra o nosso planeta, a ameaça sempre está lá.
Eles causam eventos a nível de extinção, coisas como as dos matadores de dinossauros; eles se separam por 50 a 60 milhões de anos, essencialmente. Você poderia dizer, é claro, estamos condenados, mas é um curso aleatório nesse momento.
Se olharmos para a história do nosso planeta, iremos perceber que vários cometas chegaram muito perto de colidir conosco.
O Dr.Nuth explicou que em 1996 um cometa passou perigosamente perto da Terra, ao invés de voar na direção de Júpiter.  Em 2014, outro cometa veio “dentro de uma distância de uma cuspida de Marte”, de acordo com o especialista. Ele ainda disse:
Se você olhar ao cronograma para lançamento de uma nave de alta confiabilidade, levará cinco anos para lançá-la. Temos um total de 22 meses de aviso.
Para prevenir um evento catastrófico, o Dr. Nuth aconselhou que a NASA a construísse um foguete interceptador que poderia ser lançado em um ano. Ele diz que isto “poderia mitigar a possibilidade de uma asteroide sorrateiro, difícil de ver, vindo do espaço da direção do Sol, como por exemplo.
Realmente intrigante como que de uns anos para cá os cientistas estão se preocupando com um impacto e asteroide com a Terra.




OvniHoje.

0 comentários :

Postar um comentário