09:58:00
0

Caso Victor Ramos está bem próximo fim. O prazo final estipulado para que CBF e Vitória se manifestem sobre a suposta inscrição irregular do zagueiro Victor Ramos se encerra nesta quinta-feira, depois destas medidas, a Procuradoria do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) irá decidir se acolherá ou não a denúncia feita pelo Internacional, depois disso, poucos se aventuram sobre o desfecho da questão, porém, observando as considerações publicadas nesta quinta-feira pelo site ESPN, é possível acreditar que o Internacional não obterá êxito assim como já aconteceu com o Bahia num passado recente, já que não existem fatos novos para justificar uma decisão diferente, isto pelo menos na visão de um leigo como é o meu caso.

O site contém cópias de documentos que revela como o STJD se manifestou sobre o caso recentemente (ainda no caso do Bahia/Flamengo-BA) onde no despacho de arquivamento é escrito que a argumentação feita pelo Bahia na ocasião – (e agora repetida pelo Inter, diga-se) "Beira a litigância de má-fé e intenta contra a inteligência" e vai além, quando afirma que são feitas "interpretações absurdas no texto do ofício enviado pela CBF à Fifa, para tentar buscar direito no que não tem".

Em outro trecho da reportagem da ESPN é revelado que o Bahia também protestou contra uma suposta tentativa da CBF de induzir a Fifa a reforçar a sua posição ao alterar o conteúdo da pergunta encaminhada por Piacente à entidade máxima do futebol e a resposta é taxativa:

"É tudo besteira. Mera alegação. É uma tese que diria para você sem sentido. Uma interpretação do documento da maneira que lhe favorece, isso é, como escrevi (no despacho), ilação", afirmou o presidente do STJD.

"O que acontece? A base da minha decisão foi o documento enviado pela CBF. De qualquer forma, determinei intimação da Fifa. Como a discussão envolvia o clube do México, era necessária essa investigação. E a própria Fifa diz que essa é uma transferência nacional, por isso, o arquivamento.

Agora, existe um processo autônomo, independente na Fifa. O procurador, tomando ciência disso, determinou que CBF e Vitória juntem qual a posição desse processo, se encerrou, em andamento ou julgado e, a partir disso, pode oferecer ou não (a denúncia)",

Por outro lado, o Internacional em seu requerimento questiona a demora na notificação ao Bahia do arquivamento do caso ou seja, o despacho é datado de junho e somente enviado ao Bahia em novembro: 5 meses depois justamente no momento que o Internacional se interessou pelo caso. Qual a explicação? Simples, "Foi uma falha da secretaria, por isso, foi publicado muito depois, alega o STJD.

"Foi uma falha da secretaria, por isso, foi publicado muito depois. O Inter pediu cópias de todos os processos e, quando fui ver, o despacho estava até agora sem publicar. O processo já estava decidido, foi para a secretaria, estava na mão deles e acabou não saindo. Talvez se o Inter não tivesse feito o movimento do processo, ainda estaria na secretaria. Não teve prejuízo a ninguém, de qualquer forma", explicou Ronaldo Piacente.

Veja 



0 Comentários :

Postar um comentário