02:12:00
0

A fronteira será aberta todos os dias à 14h enquanto durar o fechamento da fronteira determinado pelo governo de Nicolás Maduro.

A Secretaria Extraordinária de Assuntos Internacionais de Roraima conseguiu a liberação dos brasileiros que estão retidos na Venezuela desde o fechamento da fronteira, no dia último dia 13. Uma equipe da pasta saiu de Boa Vista na manhã desta segunda-feira para Santa Helena de Uairén, município venezuelano que faz fronteira com a cidade roraimense de Pacaraima.
A titular da secretaria, Verónica Cáro, informou que decidiu se reunir com autoridades do governo e do Exército venezuelano depois que o presidente Nicolás Maduro prorrogou o fechamento da fronteira até o dia 2 de janeiro. “Fomos autorizados a resgatar não só os turistas que tinham nos procurado, mas todos os turistas brasileiros que estão na Venezuela”, disse.
A secretária informou que os brasileiros podem começar a deixar a Venezuela na tarde desta segunda-feira e que a fronteira entre os dois países será aberta diariamente em um horário determinado para a passagem de turistas brasileiros, enquanto durar o fechamento da fronteira determinado pelo governo da Venezuela. Porém, o Exército venezuelano solicitou que a saída seja feita de forma ordenada e que seja apresentada uma lista com nomes e documentos daqueles que querem atravessar a fronteira.
Os turistas devem procurar o vice-consulado do Brasil em Santa Elena de Uairén ou ligar para a Secretaria Extraordinária de Assuntos Internacionais em Boa Vista. Somente os cidadãos que tiverem seu nome na lista e se apresentarem até às 14h [13h30 na Venezuela] para a Guarda Venezuelana, no Fuerte Roraima, poderão ter sua passagem efetuada.
O vice-consulado do Brasil na cidade venezuelana estima que quase 100 brasileiros tentam sair do país. Cerca de 50 pessoas entraram em contato com o Itamaraty, informando falta de dinheiro e de comida. Há informações de que dezenas de brasileiros já deixaram o país vizinho de forma clandestina. Verónica Cáro informou que ainda vai se reunir com o Consulado da Venezuela em Boa Vista para tratar da situação dos venezuelanos que estão retidos em Pacaraima.
O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, decidiu fechar a fronteira da Venezuela com o Brasil para combater máfias que atuam para retirar de circulação as notas de maior valor da moeda do país, as de 100 bolívares, provocando instabilidade econômica e social.


(Com Agência Brasil)

0 comentários :

Postar um comentário