17:34:00
0

Roza demonstrou interesse pelo serviço militar depois da morte do irmão, em 1941, deixando claro, desde o princípio, que seria uma atiradora. Não demorou para que a sua postura fizesse sucesso, e o que mais chamou a atenção foi sua capacidade de atirar em alvos em movimento e de realizar dublês, que é quando dois alvos são acertados com apenas dois tiros, em sequência e rapidamente.
A precisão e a velocidade de Roza a transformaram na primeira atiradora mulher da União Soviética a ser recompensada com o título de Ordem de Glória, concedido pela Bielorrússia.
A atiradora morreu enquanto servia ao exército soviético, quando foi assassinada ao participar de uma barragem humana que visava proteger os inúmeros soldados feridos durante uma batalha da Segunda Guerra Mundial.
Apesar de ter suas habilidades reconhecidas, Roza era criticada pelo governo soviético por proteger soldados e impedir, em certas ocasiões, que alguns deles participassem de batalhas mais pesadas. Essas informações se tornaram públicas graças ao diário de combate de Rosa, que passou a ser conhecido em 1965.


MegaCurioso.

0 Comentários :

Postar um comentário